Ir direto para menu de acessibilidade.

Saúde capacita profissionais de Sena e Manoel Urbano sobre novas linhas de financiamento do Previne Brasil

por Sesacre | publicado 10 de março de 2020 | última modificação 10 de março de 2020

A Secretaria de Estado de Saúde, por meio do Departamento de Atenção Primária, Políticas e Programas Estratégicos (Dape), realizou durante esta semana uma capacitação sobre as novas linhas de financiamento do Programa Previne Brasil.

A orientação sobre a nova ferramenta foi prestada aos profissionais dos municípios de Sena Madureira e Manoel Urbano. Foto arquivo pessoal.

O objetivo do treinamento direcionado a médicos, enfermeiros, técnicos, coordenadores de Unidades Básicas de Saúde e saúde bucal, entre outros profissionais dos municípios de Sena Madureira e Manoel Urbano, é fortalecer a Atenção Primária dos municípios nos cadastros individuais do usuário, bem como uma atualização de como serão os novos repasses financeiros referentes ao Sistema e-SUS.

“O Programa Previne Brasil está sendo a grande mudança que vem ocorrendo desde o início do ano, onde muitas dúvidas de como esse programa irá impactar nas ações e serviços de saúde estão sendo levantadas. Com isso, nós do Dape estamos preparados para sanar todas as dúvidas referente aos três novos modelos de financiamentos. Desta maneira, os agentes que atuam nessa área, de cada município acreano, estarão preparados para administrar essa nova ferramenta de captação de recursos”, destaca o chefe do Dape, Luiz Marinho.

A nova linha de financiamento da Atenção Primária irá trabalhar da seguinte maneira: o município deverá realizar o cadastramento da população que utiliza o SUS pelo viés dos indicadores como faixa etária, ações estratégicas, entre outros. Luiz Marinho explica que o objetivo é assistir aos municípios, dando suporte e qualificando os agentes da Atenção Primária para que a distribuição e captação desse recurso ocorra de maneira satisfatória e que a população não seja prejudicada.

“Uma forma de garantir que os municípios estejam aptos para lidar com as referidas mudanças. A capacitação foi realizada na Ufac e contou com mais de 100 pessoas. Isso mostra que ambos gestores estão atentos sobre a importância do programa e trataram com responsabilidade a nossa visita ao colocarem todo o seu pessoal disponível para ser capacitado, pois entendem que o ganho maior é para a população usuária do SUS”, finaliza.